04/06/08

"Avisa-me para não sair à rua!"

É com alguma felicidade que anuncio estar prestes a pegar pela primeira vez num carro, não que isto seja motivo de alegria excessiva e de um artigo no blog por si só, mas acontece que agregadas a estes passos típicos na vida de uma pessoa vem situações, que por muitos anos que passem, nunca mudam.
Falo daqueles comentários ou atitudes por parte de terceiros, esses que caem na persistência de dizer o mesmo, sem tirar nem por, todas as vezes que se deparam com alguém na minha situação. Será inveja? É que ouvir tanta vez num dia que os colegas se sentem preocupados "com mais um perigo na estrada" chega a fazer-me pensar que eu tenho mesmo aspecto de deficiente mental, daqueles que não se podem deixar sozinhos com um lápis, no risco de o enfiarem num olho... Caramba! Não é que me sinta assim tão indignado, mas será que não se pode inventar outro tipo de comentários? Algo como, sei lá: "Tem cuidado, não atropeles alguém!", ou "Presta atenção ao que o instrutor diz!". É que se for pedir muito, podiam ao menos dizer o mesmo de uma forma diferente, algo como "A escola é que é a culpada de te passar uma arma para as mãos!" ou "És um autentico James Bond, estão a dar-te licença para matar!"...
Se bem que eu ficava feliz com um curto e eficaz "Boa Sorte!", mas não se pode pedir muito.
Vejamos como corre. Conduzir, quase todos chegam a fazer a uma certa altura na vida, mas como não é todos os dias que se faz algo a primeira vez na vida...

Sem comentários: